A Sibutramina emagrece mesmo?


Sibutramina-hg.jpg

Você já tentou várias dietas e inúmeros programas de atividade física e mesmo assim continua precisando perder peso. Qual seu próximo passo? Recorrer a remédios para emagrecer. E embora você saiba que esses medicamentos podem apresentar diversos efeitos colaterais, você decide experimentar mesmo assim.

Então você começa a pesquisar qual remédio para emagrecer é melhor, ou então qual possui menos efeitos colaterais e pode ser adquirido sem tanta dificuldade.

Em algum momento você acaba se deparando com a Sibutramina, que é um remédio para emagrecer lançado há poucos anos no Brasil. E sua primeira pergunta provavelmente será se a Sibutramina emagrece mesmo.

Como todo remédio para emagrecer, a Sibutramina traz benefícios e efeitos colaterais que devem ser levados em consideração antes de você começar a fazer um tratamento para perda de peso à base de medicamentos. Lembrando que uma consulta médica é fundamental para quem está pensando em tomar qualquer remédio para emagrecer.

O que é sibutramina?

A sibutramina é uma substância utilizada para emagrecer, mas que foi originalmente pesquisada nos anos 80 para ser utilizada como antidepressivo. Após estudos preliminares indicarem que pessoas que tomavam a sibutramina para combater a depressão também apresentavam uma queda acentuada no apetite, a substância passou a ser pesquisada como um auxiliar no combate à obesidade.

Atualmente, a sibutramina é um dos anorexígenos mais utilizados em todo o mundo, em grande parte por seu reduzido risco de efeitos colaterais (quando comparado às demais drogas que inibem o apetite) e também por não causar a mesma dependência que alguns medicamentos anfetamínicos, como o Femproporex e o Mazindol, por exemplo.

Como ela emagrece?

A sibutramina atua diretamente no cérebro, inibindo a recaptação de serotonina, dopamina e norepinefrina, ação essa que aumenta os níveis desses neurotransmissores nas fendas sinápticas. Na prática, maiores quantidades de serotonina significam uma saciedade maior e menos apetite.

Acredita-se que o mecanismo de ação pelo qual o Vazy emagrece se dá por três vias:

  • Inibição do apetite;

  • Aumento da saciedade;

  • Indução de termogênese.

Durante dietas com poucas calorias, há uma tendência natural do organismo de baixar o metabolismo, diminuindo o gasto energético e dificultando a perda de peso. Ao aumentar a termogênese, a Sibutraminao aumenta o metabolismo e permite uma maior queima de calorias, o que auxilia na perda de peso observada com o medicamento.

Indicação

A sibutramina pode ser prescrito para pessoas com IMC acima de 30, ou então maior que 27 e com riscos associados à obesidade. Ou seja, pessoas que tenham predisposição a diabetes, doenças cardíacas e outras complicações que podem ser agravadas pelo sobrepeso.

A sibutramina é eficaz no emagrecimento e na manutenção do peso perdido, mas seu uso deve ser feito somente após consulta médica. Também é recomendável que ela seja combinada com alterações no estilo de vida que levaram à obesidade, como problemas na alimentação e dificuldades com a prática de atividade física.

Emagrece mesmo?

Como a sibutramina diminui o apetite e aumenta a sensação de saciedade, a pessoa acaba consumindo menos alimento e isso leva a um déficit energético. Ou seja, a sibutramina emagrece mesmo porque tira a fome e impede que o metabolismo diminua em função de um menor consumo de alimentos, como ocorre quando fazemos dieta.

A dose para emagrecer pode variar de 10 a 15 mg/dia, de acordo com indicação médica mediante acompanhamento do paciente.

No entanto, achar que o medicamento é uma varinha mágica que faz as gorduras desaparecerem, e que permite que você continue a comer normalmente, não fará você perder peso. Muitas pessoas relatam que conseguiram emagrecer com a sibutramina, mas aquelas que não aproveitaram o tratamento para mudar seus hábitos voltaram a engordar após parar com o remédio.

Veja o Dr. Drauzio Varella conversando sobre a sibutramina com o também médico Dr. Daniel Gianella.

O que diz a ciência

Estudos clínicos atestam uma boa eficácia da sibutramina na perda de peso no início do tratamento e também na fase de manutenção. Pacientes observados por até 2 anos não somente conseguiram emagrecer com a sibutramina como também puderam manter o novo peso após a fase inicial de emagrecimento.

Esse pode ser o aspecto mais interessante da sibutramina, pois como muita gente que já tomou remédio para emagrecer sabe, mais difícil que perder peso é impedir que os quilos voltem em dobro após o fim do tratamento com o medicamento.

Outras pesquisas também apontam que o Vazy pode ainda ajudar a diminuir o acúmulo de gordura na região abdominal, o qual está associado à resistência a insulina e à síndrome metabólica.

Em um determinado estudo, participantes que fizeram um tratamento de 6 meses com sibutramina (10 mg/dia) apresentaram diminuições na:

  • Gordura abdominal total (18%);

  • Gordura subcutânea total (17%);

  • Gordura visceral total (22%).

Após essa diminuição nos níveis de gordura, os pesquisadores também notaram uma melhora nas taxas de glicose na corrente sanguínea e nos níveis de insulina.

Vale notar que, durante o estudo, a dieta era hipocalórica (menos calorias do que as necessidades diárias do indivíduo) e estava associada à prática de atividade física.

Então posso comer de tudo e ainda emagrecer?

Infelizmente, nenhum remédio faz milagres. A sibutramina emagrece mesmo, mas para que isso ocorra é necessário que a pessoa gaste menos calorias do que consuma. Isso pode ser feito através da diminuição das calorias da dieta e/ou com a prática de atividade física.

Ela funciona como um adjuvante na perda de peso, ou seja, ele pode ser um dos componentes para auxiliar na luta contra a obesidade. Os outros dois são a mudança na dieta e a prática regular de exercícios físicos.

Contraindicações

A sibutramina deve ser utilizada com cuidado por pacientes com histórico de pressão alta ou doenças cardíacas. Como a sibutramina pode interagir com outros remédios, consulte seu médico antes de iniciar um tratamento para emagrecer.

Outras condições em que não se deve utilizar para emagrecer:

  • Histórico de bulimia ou anorexia nervosa;

  • Gravidez;

  • Diabetes;

  • Pacientes que utilizam IMAO (para tratamento de depressão);

  • Alcoolismo;

  • Hipertireoidismo;

  • Glaucoma;

  • Epilepsia;

  • Histórico de surtos psicóticos.

Efeitos Colaterais

O uso prolongado tem sido associado ao surgimento de complicações cardíacas e alteração na pressão sanguínea. Por esse motivo, a sibutramina está proibida em países como os Estados Unidos, Austrália, Canadá e Reino Unido.

No Brasil, é necessária receita médica para poder adquirir o Vazy, uma vez que ele é classificado pela ANVISA como psicotrópico anorexígeno e tem tarja azul (a receita é retida).

Principais efeitos colaterais :

  • Boca seca;

  • Enjoo;

  • Gosto ruim na boca;

  • Constipação;

  • Insônia;

  • Tontura;

  • Dores musculares ou nas articulações;

  • Dor de cabeça.

Em testes clínicos, houve um aumento significativo nos casos de infecções de ouvido, resfriado e sinusite em pacientes submetidos ao tratamento com sibutramina.

Quero tomar , e agora?

Se você se convenceu de que emagrece mesmo e está decidido a tomar o medicamento, leve em consideração os efeitos colaterais e pese na balança se vale a pena. Em caso afirmativo, é importante lembrar que se você não fizer alterações no seu estilo de vida, possivelmente poderá voltar a engordar após interromper o tratamento com o medicamento.

E, embora a sibutramina seja um dos inibidores de apetite à venda com menos efeitos colaterais, ainda assim seu uso não pode ser indiscriminado e requer cuidados, como qualquer medicamento com ação cerebral. Não inicie o uso sem conversar com seu médico antes.

Referências adicionais:

  • http://www.medscape.com/viewarticle/503121

  • http://news.bbc.co.uk/2/hi/health/8473555.stm